terça-feira, 19 de maio de 2009

Serotonina, a dopamina e a noradrenalina...


Existem algumas questões difíceis de responder quando se fala de alimentos e disposição! Li este artigo e pareceu-me importante divulgá-lo: "Alimentos para afastar a tristeza" - Só de olhar o colorido dos grãos a tristeza já desaparece!
"Eles podem melhorar o estado de espírito"
"Apesar de não haver um consenso entre os especialistas, o fato é que vários trabalhos científicos têm apontado o poder de certos alimentos para espantar a tristeza, combater a depressão e a ansiedade e ainda melhorar o humor. Alguns destes alimentos ajudam a melhorar o humor e até a combater a depressão porque estimulam a produção e a liberação de neurotransmissores, substâncias que transmitem impulsos nervosos ao cérebro e são responsáveis pelas sensações de bem-estar e prazer. A produção e a liberação desses neurotransmissores podem ser comprometidas por alguns fatores como distúrbios fisiológicos e deficiências nutricionais. Os três principais neurotransmissores relacionados com o humor são a serotonina, a dopamina e a noradrenalina. A serotonina, responsável pela sensação de bem-estar, proporciona ação sedativa e calmante. Já a dopamina e a noradrenalina proporcionam energia e disposição. A produção de serotonina é dependente da ingestão de alimentos fontes de triptofano - aminoácido precursor da serotonina - e de carboidratos. Já a dopamina e a noradrenalina são produzidas com o auxílio da tirosina, outro aminoácido importante na nossa alimentação. Vitaminas do complexo B e alguns minerais também estão envolvidos na modulação do humor. Pratos de bom humor Nossos níveis cerebrais dependem da ingestão de alimentos ricos em triptofano e de carboidratos. O triptofano, uma vez no cérebro, aumenta a produção do neurotransmissor. Dietas ricas em carboidratos podem ser utilizadas como coadjuvantes no tratamento de melhora do humor. Isso ocorre principalmente em pacientes que durante o episódio depressivo perderam peso consideravelmente. Mas, mesmo com a relação entre carboidratos e humor comprovada, o consumo dos alimentos deve ser equilibrado e orientado por um profissional de Nutrição, para evitar o ganho de peso excessivo. Quando falamos em carboidratos, devemos ter cuidado com o consumo excessivo de doces, que a princípio pode favorecer uma melhora de humor, e depois, agravar um quadro de tristeza. Quando comemos açúcar, o nível de glicose no sangue aumenta rapidamente e, com isso, o pâncreas produz mais insulina do que o normal. Em excesso, a insulina acaba retirando mais açúcar do sangue do que deveria - provocando assim, hipoglicemia, que reduz a tolerância do organismo aos fatores que geram estresse. Uma alimentação pobre em nutrientes e cheia de açúcar, a longo prazo, tende a deixar a pessoa deprimida e cansada, pois o organismo se desgasta para metabolizar os alimentos e não tem a reposição dos nutrientes, que são o seu combustível.Assim como o triptofano e os carboidratos, outros nutrientes também contribuem para manter o pique. Um deles é a vitamina B6, encontrada em boas doses nos cereais integrais, na semente de gergelim, na banana e no atum. Ela é integrante de uma enzima importante, que participa da produção dos neurotransmissores norepinefrina e serotonina e, conseqüentemente, ajuda a melhorar o humor.Bom humor também precisa de uma ingestão adequada de selênio. Não podemos deixar faltar castanhas, nozes, amêndoas, trigo integral e peixes. Para se ter uma idéia, uma castanha-do-pará fornece 100 microgramas de selênio. A recomendação diária é de 55 por dia.O folato ou ácido fólico também é uma potente vitamina antidepressiva. Encontrado no espinafre, no feijão branco, na laranja, no aspargo, na maçã e na soja. Sua deficiência no organismo tem sido associada à depressão em diversos estudos científicos. De uma maneira geral, podemos dizer que para manter o alto astral é importante seguir uma dieta equilibrada, rica em carboidratos, proteínas, alimentos fonte de triptofano e tirosina, vitaminas e minerais. Não podem faltar cereiais integrais, leguminosas (grão de bico, ervilhas e feijões), oleaginosas, carnes magras, peixes, ovos, leite, queijos magros, tofu, frutas e legumes. A ingestão adequada destes nutrientes nos garante níveis adequados de neurotransmissores no organismo, proporcionando o controle do humor.Não existem alimentos ou nutrientes milagrosos, que alteram o nosso humor, sozinhos. Existe, sim, um conjunto de nutrientes e a opção de seguirmos um plano nutricional apropriado para favorecer o bom humor. Vale ressaltar também que muitas situações fisiológicas podem complicar a liberação e a produção dos neurotransmissores, mesmo quando o indivíduo segue uma alimentação adequada. Dr. Eduardo Gomes é médico geriatra, especializado em terapia ortomolecular. Dirige a rede de Clínicas Anna Aslan: http://www.annaaslan.com.br/. " Extraído do site do Yahoo.


É interessante lembrar que o Brasil é um dos principais países produtores de Soja mas este alimento é pouco divulgado no prato brasileiro. Também o café é um dos grãos mais produzidos aqui mas não é tão fácil achar um bom café "expresso" para tomar a qualquer momento. Em Portugal, o "expresso", a chamada "bica" em Lisboa ou "simbalino" no Porto pode ser degustado em qualquer buteco ou taberna de esquina, e se não estiver no formato clássico que ele é apresentado nos rótulos das mais conceituadas embalagens de marca, o cliente pode reclamar até que lhe seja servido numa chícara branca escaldada onde o licor dos deuses trás a sua grinalda dourada fumegando. E o Português toma um atrás do outro, conheci uma vez um tipo que tomava 30 cafés por dia! Bom, assim também é exagero! Mas os três cafés diários são regra certa! O difícil é achá-los aqui, para isso é necessário entrar nos shoppings labirinticos. Ou mudar o hábito do café forte pois em qualquer lugar é servida uma garrafinha termica com café bem fraquinho e bem docinho ao gosto "carioca", já que o açucar também é matéria prima que abunda. Em compensação o brasileiro usufrui da melhor e mais variada fruta do mundo e sabe consumi-la, em qualquer buteco de esquina é possível tomar um maravilhoso "suco natural" simples ou misto ou estilo "vitamina"com leite...

6 comentários:

fabio disse...

Liliana muiito importante isso que voce escreveu sobre os alimmentos e os neurotransmissores, gostei muiito. Vou colocar alguns no meu cadápio. Um abraço e boa noite!!

Vitor Moreira disse...

Muito interessante. Obrigado pelo post.

Anônimo disse...

Esta informação é extremamente útil. Eu andava à procura e encontrei. Muito obrigada.

Anônimo disse...

Adorei, so de pensar que posso fazer algo em meu favor, sem precisar de medicamentos, ja me sinto mais animada. Valeu mesmo...

BrUnO Na NeT disse...

parabéns pelo seu post... foi muito esclarecedor e interessante, é sempre muito bom ficar bem informado sobre isso, pois as vezes o seu próprio médico nao sabe lhe informar de maneira correta

Emily Desch' disse...

Adorei! Muito interessante! E excelentemente bem explicado!